16 de julho de 2012

Opinião - A Forca


Como defenderá alguém uma cidade rodeada por inimigos e infestada de traidores, quando os seus aliados não merecem confiança e o seu antecessor desapareceu sem deixar rasto? Bastará para fazer um torturador sentir vontade de fugir (mesmo que conseguisse caminhar sem bengala) e o inquisidor Glokta precisará de encontrar as respostas antes que o exército gurkês lhe bata aos portões. Os nortenhos passaram a fronteira de Angland e espalham fogo e morte pelo território gelado. O príncipe Ladisla pretende rechaçá-los e cobrir-se de glória eterna. Há apenas um problema: ele comanda o exército com o pior armamento, a pior preparação e a pior liderança em todo o mundo. E Bayaz, Primeiro dos Magos, lidera um grupo de aventureiros arrojados numa missão pelas ruínas do passado. A mulher mais odiada do Sul, o homem mais temido do Norte e o rapaz mais egoísta da União poderão ser estranhos companheiros de viagem, mas, se conseguissem deixar de se odiar, seriam também companheiros potencialmente letais. Segredos ancestrais serão expostos. Batalhas sangrentas serão ganhas e perdidas. Inimigos declarados serão perdoados... mas não antes da forca.

Opinião:

"A Forca" é o segundo volume da trilogia "A Primeira Lei" escrita pelo inglês Joe Abercrombie.

Jezal, Logen, Ferro, Pé-Longo e Quai iniciam a demanda  com o Primeiro Mago Bayaz para descobrir um poderoso artefacto para ajudar a luta de Bayaz contra Khalul. A demanda levará-os a percorrer perigosos territórios e a enfrentar inúmeros perigos.

Glokta, agora Superior de Dagoska tem a difícil tarefa de defender uma cidade cercada por um poderoso inimigo e que tem um governo corrupto. E ainda tem a missão de descobrir o que aconteceu ao seu antecessor, que desapareceu sem deixar rastos.

No Norte, continua a luta entre a União e as tropas Nortenhas comandadas pelo astuto rei Bethod, o vasto exército da União sente dificuldades em lidar contra o mais bem treinado e comandado exército do Norte. 


Mapa do Circulo do Mundo


Enquanto que "A Lâmina" foi um livro mais introdutório e que serviu para apresentar ao leitor o Circulo do Mundo, e as suas diferenças culturais e ambientais, este livro é repleto de acção, intrigas  e guerras. O enredo está bem construído e as descrições do ambiente são fantásticas. 

Eu gostei muito do livro, depois do início prometedor as minhas expectativas cumpriram-se. E espero que a publicação do próximo não demore tanto, porque eu estou desejoso para ler o "O Último Argumento dos Reis", livro que concluirá a trilogia.


Avaliação: 9-10
Enviar um comentário