14 de janeiro de 2011

Balanço de 2010 do Fiacha

Agora que 2010 terminou vamos lá fazer o Balanço do ano.

Li 32 livros, menos que em 2009, mas foi um ano em que li muita coisa boa.

Colleen McCullough veio confirmar que é actualmente a minha escritora favorita e a sua série 1º Homem de Roma é o melhor que li até hoje a nível de Romance Histórico.

Este ano foi também o ano de finalmente ler um livro de Ficção Cientifica que me encheu as medidas, falo de Duna de Frank Herbert (melhor livro do ano 2010) e que pretendo acompanhar em 2011 a sua continuação.

Mas o género literário que li mais foi sem duvidas o Fantástico e a esse nível adorei o final da saga do Assassino da Robin Hobb, a leitura de um livro do George Martin, fora das crónicas do Fogo e do Gelo (Sonho Febril), O Homem Pintado e A Lança do Deserto do Peter V. Brett, ,entre muitos outros.

A grande revelação no fantástico foi sem duvidas A Saga de Kushiel da Jacqueline Carey.

Fora isto uma palavra especial para O Padrinho do Mário Puzo, muito bom sem dúvidas.

A maior desilusão foi A Luz de Stephen King, um escritor que tinha muitas expectativas mas que acabou por mais uma vez não me agradar.

Quanto a escritores portugueses, apenas li 3, onde David Soares confirmou ser um excelente escritor, gostei muito dos dois primeiros livros da trilogia da Susana Almeida e a grande revelação foi Martin Braun, adorei a sua forma de escrever e o enredo dos dois primeiros volumes da trilogia Alex 9. Tive igualmente o prazer de conviver com ambos no fórum fantástico que decorreu em Novembro (Susana Almeida e Martin Braun)

Para 2011, gostava de variar um pouco mais de géneros literários, mas não me parece que isso venha a acontecer, pelo contrário vou ler de uma forma mais acentuada livros de Fantástico e alguns de Romance Histórico, embora tenha uma enorme quantidade de livros que gostava de ler e que aguardam oportunidade, como José Saramago, José Rodrigues dos Santos, entre muitos outros.

Gostava também de conseguir reler alguns livros, como os livros do George Martin e da Juliet Marrilier, mas também não me parece que consiga atingir esse objectivo.

Ansioso por ler mais livros do Frank Herbert, George Martin (era bom era o Dance & Dragons em 2011), Jacqueline Carey, a nova trilogia que vai ser lançada da Robin Hobb, entre muitos outros.

Pelo menos espero conseguir ler mais livros do que em 2010, para já encontro-me a ler o último romance da Anne Bishop e só posso dizer que comecei muito bem.
Enviar um comentário