12 de agosto de 2010

Opinião - "Harlequin"



Sinopse:

A RELÍQUIA era a lança que São Jorge usara para matar o dragão. Era a lança de Inglaterra, pois São Jorge era o santo dessas paragens.

Cornwell transportou os seus talentos de contador de histórias para outro momento grandioso da história de Inglaterra: a Guerra dos Cem Anos, entre a Inglaterra e a França, por todo o século XIV.

É a crónica das aventuras do jovem Thomas de Hookton, um hellequin, nome dado aos arqueiros ingleses que atravessavam o Canal para invadir cidades e campos. Quando a sua aldeia é saqueada, escapa-se à ambição paterna de que fosse padre e torna-se arqueiro do exército do rei Eduardo III. Este e o filho, o Príncipe Negro, dirigem-se a França com uma enorme força de cavaleiros e homens-de-armas conduzida pelos grandes senhores. Porém, são os arqueiros, homens do povo, que decidem o êxito ou o fracasso da invasão.
Thomas, tendo esquecido a sua antiga vida e anteriores promessas, goza a vida de um exército em guerra e, mesmo entre os combatentes, torna-se conhecido pela sua valentia e intrépida habilidade. Apaixona-se por uma viúva bretã do lado inimigo, pertencente a uma classe diferente e a sua paixão transforma-o num fugitivo, perseguido, ao mesmo tempo, por franceses e ingleses.

Opinião:

Este livro fui a minha estreia num novo género, o Romance Histórico.
E do qual só posso dizer que gostei muito, deste género.

Esta trilogia está situada numa das alturas mais negras da história, a Guerra dos Cem Anos (1337-1453), uma guerra que envolveu a França e a Inglaterra.
A acção do tem uma mistura de factos verídicos com outros não verídicos, e tem umas excelentes descrições das principais batalhas ocorridas no inicio da Guerra.

O personagem principal é o Thomas de Hookton, um jovem rapaz que é um filho bastardo de um padre. Thomas sempre sonhou ser um arqueiro ao serviço do exército da Inglaterra.

Um dia a pequena vila de Hookton é atacada por piratas franceses liderados por um misterioso homem que se intitula Harlequin, que ataca a vila só para roubar uma lança que dizem ser a lança que São Jorge usou para matar o dragão e que estava na igreja da vila.

Depois de ver a sua vila saqueada Thomas junta-se ao exército inglês para tentar encontrar o misterioso atacante da sua terra natal, e para cumprir a promessa que fez ao seu pai.

Eu gostei muito do livro, com as descrições fantásticas das batalhas e personagens boas como o Thomas, o Will Skeat, a Jeanette entre outros.

Eu só posso dizer que gosto bastante deste livro, e que irei seguir com mais atenção este género literário e em especial Bernard Cornwell.

Classificação: 8-10
Enviar um comentário