14 de fevereiro de 2010

Robb Stark



Robb Stark é o filho mais velho de Eddard Stark e Catelyn Tully e o herdeiro de Winterfell e do Norte. Depois da prisão do seu pai por traição ele ergue os seus estandartes e marcha para sul com uma hoste para ajudar os seus aliados do Tridente e para libertar o seu pai. Depois da execução do seu pai ele é nomeado pelos seus seguidores de Rei do Norte. Chamado de "Jovem Lobo" por muitos dos seus seguidores e inimigos, ele partilha a devoção do seu pai pela honra e ele é frequentemente acompanhado pelo seu lobo gigante, Vento Cinzento, que ele leva sempre para as batalhas.

Aparência:

A aparência de Robb favorece o seu lado Tully, com uma constituição forte, olhos azuis e um espesso cabelo castanho. Ele começa a série como o rapaz de quatorze anos

Na infância:

Robb nasceu em Correrrio, muito provavelmente o fruto da noite de núpcias de Ned e Catelyn, porque Ned foi logo embora depois das núpcias, para se juntar a Rebelião de Robert. Depois do seu retorno da guerra, Catelyn recebeu Ned com o bebé Robb nos braços, e depois voltaram todos para Winterfell onde Ned governou como Lorde e Robb foi criado como seu herdeiro. Crescer em Winterfell, Robb estava em bons termos com os seus irmãos mais novos e desenvolveu uma rivalidade amigável com o seu meio-irmão bastardo, com quem ele era um nítido contraste em aparência e personalidade.

Acontecimentos durante as Crónicas:

Robb vê a execução de Gared e está presente quando Jon descobre na neve uma ninhada de seis lobos gigantes. Ele reclama um dos lobos para si mesmo, e chama-lhe de Vento Cinzento. Pouco depois da chegada da comitiva do Rei Robert a Winterfell, Robb pratica esgrima com o Príncipe Joffrey usando espadas de madeira. Um mau ambiente desenvolve-se entre eles, quando o Joffrey desafia-o para lutar com espadas verdadeiras, mas Sor Rodrik Cassel, o Mestre-de-Armas de Winterfell, não o permite. Quando o Eddard é nomeado Mão do Rei e viaja para sul rumo a Porto Real, Robb fica em Winterfell para governar no lugar do seu pai.

Depois da morte do Rei Robert e a prisão do seu pai por traição, Robb chama os estandartes do Norte e marcha para o Tridente, em parte para ajudar a família da sua mãe, que estava sobre ataque das forças leais aos Lannister, e por outro para libertar o seu pai. Quando soube que Correrrio estava cercada por um exército liderado por Jaime Lannister enquanto outro exército liderado por Tywin Lannister aproxima-se vindo do sul, Robb divide as suas tropas, enviando o maior parte da sua infantaria sobre o comando de Roose Bolton para lutar contra as forças de Tywin. Enquanto que Robb atravessa o Ramo Verde nas Gémeas com a maior parte da cavalaria com o objectivo de quebrar o cerco a Correrrio. Por deixar Robb cruzar o rio nas Gémeas, o Lorde Walder Frey exigiu um contrato de casamento, após o fim da guerra ele devia casar com umas das suas filhas ou neta que escolhe-se.

Robb lidera os cavaleiros para Correrrio, onde, ajudado pelo conselho do seu tio-avô Brynden Tully ele consegue fazer uma emboscada as tropas de Jaime no Bosque dos Murmúrios, destruindo o exercito inimigo e conseguindo capturar o Jaime. Pouco depois Robb consegue quebrar o cerco a Correrrio, forçando o exército de Tywin, que tinha ganho a batalha no Ramo Verde contra Roose Bolton, a retirar-se para Harrenhal.

Depois da execução do seu pai, a comando do Rei Joffrey, acabando assim efectivamente a possibilidade de paz entre os Stark e os Lannister, Robb é nomeado pelos seus homens como Rei do Norte.



Quando estava em Correrrio, Robb envia Theon Greyjoy, que tinha lutado ao seu lado nas batalhas, para Pyke com o objectivo de assegurar uma aliança com o pai de Theon, Balon Greyjoy contra os Lannister e envia a sua mãe para sul para negociar com os irmãos mais novos do falecido Rei Robert, Stannis e Renly Baratheon, ambos tinham coroado-se a si próprio como rei. Mas ambos os enviados falham. Catelyn é incapaz de fazer um seguro e significativo tratado com ambos os irmãos Baratheon (testemunhando no processo o assassinato de Renly), enquanto que Theon é completamente rejeitado por Balon, que responde a oferta de paz com uma grande invasão ao Norte.

Robb, junta as suas forças e lancha uma invasão as terras do Lannister, esmagando um recém formado exército Lannister em Cruzaboi e ganhado mais batalhas em Cinzamarca e no Despenhadeiro. No Despenhadeiro, Robb sofre um ferimento e é cuidado por Jeyne Westerling. Lá ele toma conhecimento, que um pequeno exército liderado por Theon Greyjoy tinha tomado Winterfell, e assassinado os seus irmãos Bran e Rickon (eles na realidade estavam vivos). Jeyne conforta-o depois das noticias, o que levou a ele lhe tira a virgindade. Numa tentativa de preservar a sua honra, Robb casa-se logo com ela.

Robb volta a Correrrio com a sua mulher, para o desgosto da sua mãe, porque ele tinha prometido casar com uma filha ou neta do Lorde Frey, uma ofensa que o Lorde Walder ao deverá perdoar. Outros problemas esperam-no lá, o seu tio Edmure Tully, o activo Lorde de Correrrio enquanto que o seu pai se encontra no seu leito da morte, luta contra o exército de Tywin, quando tentam atravessar o Ramo Vermelho um vau perto de Correrrio e não os deixa passar. Enquanto que isso preveniu as forças de Tywin aproximar-se de Robb pelas costas, mas Robb tinha planeado atrair e confundir as forças de Tywin enquanto Stannis marchava para Porto Real, mas a vitória de Edmure evitou isso. Ser impedido de passar em Correrrio, permitiu Tywin ser informado da noticia do ataque a Porto Real por parte de Tywin, e ele voltou para trás e chegou a Porto Real a tempo da Batalha da Água Negra e virou a maré da batalha para favor dos Lannister.

Adicionalmente, Robb fica a saber que na sua dor pela (suposta) morte de dois dos seus filhos, a sua mãe libertou Jaime Lannister do seu cativeiro e encarregou com a missão de libertar as suas duas filhas que estavam em cativeiro em Porto Real e de as entregar em segurança. Ela com essa acção ganha a inimizade do Lorde Karstark, que tinha perdido dois filhos mortos por Jaime. O Lorde Karstark tinha exigido a morte de Jaime como vingança pela suas mortes. Em resposta a libertação, Karstark envia alguns dos seus homens para as celas de Correrrio e assassina Teon Frey e Willem Lannister, dois prisioneiros. Por esse crime, Robb sentencia-o a morte, e decapita ele mesmo o Lorde Karstark. Pouco depois as forças Karstark desertam do exército de Robb.

Depois da morte de Hoster Tully, Robb tenciona voltar para o Norte, reclamar o território que tinha sido conquistado pelo Homens de Ferro, e para vingar as mortes dos seus irmãos. Com os seus irmãos (presumidos) mortos, ele aconselha-se com a sua mãe acerca da sua sucessão, e para desgosto dela ele sugere que seja Jon Snow a suceder-lhe. Pouco depois ele planeia enviar Maege Mormont e Grande-Jon Umber para
Atalaia da Água Cinzenta, com cartas a revelar os seus planos, mas os seus conteúdos não são revelados.

Na marcha norte para as Gémeas para conseguir passagem para o seu exército de volta para o Norte, e consciente da ofensa que cometeu a Casa Frey ao casar-se com Jeyne, Robb sugere que Edmure Tully podia casar com umas das filhas ou netas do Lorde Walder no seu lugar, uma proposta que Edmure aceita relutante. Deixando Jeyne em Correrrio, ele leva o seu exército com ele para as Gémeas, onde o Lorde Walder aceita casar a sua filha Roslin com Edmure.

Apesar do Vento Cinzento aparentemente sentir a traição que estava para vir, Robb entra nas Gémeas e o casamento que depois irá ser conhecido como o Casamento Vermelho começa. Depois da cerimonia e depois de meterem os noivos na cama, os Frey traem Robb. Eles tinham trazido mercenários disfarçados de músicos para a festa, e assassinam Robb juntamente com a maior parte dos seus companheiros e soldados. Catelyn vê Roose Bolton a dar o golpe final no seu filho, esfaqueado-o no coração, antes de ela própria ser morta. O Vento Cinzento também é morto, e a sua cabeça é removida e pregada ao corpo de Robb.

23 comentários:

fiacha disse...

Outro que tenho na ideia que já tinha comentado, gostei tive imensa pena do que lhe aconteceu, mas acho que Martin esteve genial na forma como o despachou.

Lars Gonçalves disse...

Esteve Genial no Casamento Vermelho??
É totalmente inesperado sim, mas não gosto de ver personagens com que simpatizo a morrerrem desta maneira.

Anónimo disse...

Também acho. FIquei revoltado com o que aconteceu com Robb. Era melhor ele ter morrido em batalha do que desta forma desleal.

Morte aos Bolton e os Frey!

Lars Gonçalves disse...

Eu também não gosto muito da forma que morreu, mas a cena foi genialmente planeada pelo GRRM

Marcks disse...

pow todos os personagens com quem simpatizo morrem, e de forma cada vez mais brutal, em algumas vezes acho até que é o sonho de alguém que em algum momento vai acordar e ver que o cara não morreu...

Ricky Pinheiro disse...

Caramba...estou lendo o livro de Aria,quando ela está presa em Harrenhal...vou parar de ler estes tópicos...que merda...Robb morre feio pra caramba...SINISTRO!

Ricardo Gomes disse...

pow as mortes são bem horriveis, o autor quer dar um impacto, mas a cabeça de robb ser retirada e colocada a do vento cinzento ? pqp hen... o autor tem uma mente muito distorcida LOL

Mateus Santori disse...

Não curtia o Robb, por ele ter se tornado um otario, mas queria pra poha ver ele e o Joffrey um contra o outro numa batalha D:

Mathews disse...

O autor deve ter sofrido com algum ataque de lobos na infância, para ter uma raiva tão grande e descontar tudo nos Stark. De qualquer forma Robb não deveria ter saído do Norte, no início achei que sim mas depois vi que foi uma grande burrada.

Paulo Cesar disse...

Eu acabei de passar pelo Casamento Vermelho, fico pensando o que vai ser da história agora. Só me resta torcer para a Daenerys. ^^

SinistrOx disse...

Paia. Martin até então era um dos melhores escritores que eu tinha lido, mas depois desta perspicácia, acho que ele embaralhou o rabo (de lobo) nas pernas. Exagerou neste contexto. Quando criamos uma história fantástica é para entreter os leitores po, com emoção, aventura...agora o cara te dá um "herói" e depois coloca a cabeça dele no seu colo!! E pior, sem poder se defender e sem causar DANO NENHUM em seus inimigos.Sádico demais, traiçoeiro demais! Vc lê um livro para passar raiva contantemente? Rsrs. Acho que não..por mais que eu defenda situações adversas neste tipo de livro acho que o Martin tomou um caminho muito absurdo. Robb merecia uma morte melhor!! ()

JeddiD disse...

ridículo. a pessoa perde toda vontade de continuar lendo essa porcaria.. roda roda roda.. e termina sempre na mesma.. alguém morre (de preferencia um stark) de uma forma covarde e totalmente inesperada. o autor faz tanto isso q chega a ser chato ao longo dos livros... não tem nenhuma "mensagem" ou "moral" não passa nada de aprendizado.. é só um livro de pessoas q morrem, de traições, de joguinhos de poder. só vou continuar lendo porque numa coisa ele é bom.. em prender a pessoa a historia, dando sempre a esperança de que algo de bom vai acontecer nessa grande BOSTA.

apesar de tudo que eu falei.. é sim uma grande obra.. tem seu valor.. mas... perde feio pra Senhor dos Aneis

Mar disse...

Discordo totalmente do comentário acima. A particularidade dos livros de Martin é, precisamente, o facto de serem tão reais que tudo pode acontecer. Numa guerra real, com pessoas reais, em ambiente real, o que aconteceria? Martin é GENIAL pelo facto não de andar a passar mensagenzinhas ao leitor mas por ser capaz de narrar os factos com uma realidade e crueza que caracterizam o mundo em que estamos, mas nunca deixando a Fantasia de parte. É isso que nele é louvável e é nisso que é diferente e que reside muito do seu valor. Deixar o autor aterrorizado e ansioso, página atrás de página, rindo e chorando, é por isso que leio um livro. Se quisesse histórias felizes e cheias de flores e tentativas de dar lições de moral da treta, lia Nora Roberts.
E não o comparem a Tolkien, comparar autores que escrevem coisas completamente diferentes não só é errado como não tem sentido absolutamente nenhum!

GoddessOfMischief disse...

Quando vai morrer um Lannister de verdade?

To lendo o 2° livro ainda e me pergunto se os Starks vão sempre pagar por tudo.

Fica difícil "torcer" para um personagem desse jeito.

Nesse ponto queria que a série fosse um pouco diferente.

Leandro disse...

cara.. penso igualmente.. dá muita raiva de ler.. e eu ate tinha esperança de q fosse uma armação e talz, mas não, ele morre mesmo.. T.T

Lars Gonçalves disse...

Não te preocupes que os Lannisters não são imortais ;)

TheGodinhochina disse...

Isso que estão falando é a mais pura verdade... Só os Stark q se fo..m agr a única pessoa q pode manter o norte e se tornar Senhor de Winterfell, pelo menos é o que eu torço é Jon Snow, apesar de ser um Snow Rob deixa claro q ele q vai suceder caso alguma coisa aconteça com ele e tá mais claro q ele é um Stark pois somente os Stark tem os sonhos com lobos.

Lane disse...

velho, que triste o que aconteceu no casamento. E toda vez que matam um lobo dá uma dor no coração. Mas com sempre o autor faz do livro um verdadeira surpresa.

Lane disse...

é, comigo se passa o mesmo. :(

João S. disse...

É triste como ele morre, nunca pensei que pode - se morrer desta forma, mas estes livros de G.R.R.M dão cada reviravolta, o que torna a história mais interessante.

I-IoT-IcE disse...

Sacanagem! Acabei de ler o Casamento Vermelho... Ja haviam me contado que Robb morria no tormenta de espadas mas não esperava que seria de uma forma tão traiçoeira! Imaginei que seria em Fosso Cailin ou em alguma outra batalha! Minha cabeça explodiu hehehehehehe... E Catelyn? Nunca havia espera que ela fosse morrer assim... Muito f*da o trecho q ela tenta barganhar com o velho (safado) Frey. Bom, todas estas mortes personagens que estava adorando de uma vez só... (Só faltou Arya morrer tb... Aí eu fechava o livro e não abria nunca mais hehehehehe...). Isso significa o fim desse vieis do Rei do Norte na historia o que leva todo o foco do livro para Jon, Danierys e Stannis x Lannisters. Houve a "macumba" q Stannis fez com os nomes dos Reis e depois disso Balon Greyjoy morreu do nada, Robb morreu, Renly tinha morrido. Stannis só esqueceu de Daenerys. Minha previsão é: Stannis, Danierys e Jon na disputa por Westeros ou aliados contra os Selvagens e todo o mal além da muralha

Bruno disse...

Cara,você leu três livros dele,e ainda acha que essa série é O Senhor dos Anéis,ou O Hobbit?Você pareceu que não entendeu a prosposta dessa série,que é a realidade crua.

Se não gostou,tudo bem,você tem esse direito,mas não venha falar " Ah ele merecia uma morte melhor.Com uma espada na mão lutando por sua donzela."

Pode ir ler Cinderela ,e a Bela Adormecida,que lá é bem capaz que você encontre isso.

PARPMOVIES disse...

Concordo plenamente!! Esse papo de realidade é conversa fiada. Não vejo a realidade como uma coisa angustiante onde as pessoas com um pouco de dignidade são constantemente as mais punidas. Até entendo o autor, já que obra narra sobre uma constante batalha entre reinos para tornarem-se os mais poderosos, que ele possa usar de uma certa imparcialidade, porém na verdade, não parece haver, já que os Starks vivem tomando porrada!!