6 de dezembro de 2013

Opinião - 1356


Go with God and Fight Like the Devil. 
A fascinating hero and the pursuit of a sword with mythical power - this is the remarkable new novel by Britain’s master storyteller, which culminates at the Battle of Poitiers in 1356.

Thomas of Hookton, a veteran of Crecy and many other battles, is the leader of a mercenary company of bowmen and men-at-arms who ravage the countryside east of Gascony.

Edward, Prince of Wales, later to be known as the Black Prince, is assembling an army to fight the French once more but before Thomas can join, he must fulfil an urgent task.

La Malice, a sword of mythical power guaranteeing victory to its owner, is thought to be concealed somewhere near Poitiers. With signs that a battle between the English and the French is looming others are seeking the treasure too, and some – French, Scots and even English – are pursuing their private agendas against Thomas.

But all – Thomas of Hookton, his enemies and friends and the fate of La Malice – become swept up in the extraordinary confrontation that follows, as the large French army faces the heavily outnumbered English in battle.

Opinião:

Este é o quarto livro da saga "A Demanda da Relíquia" da autoria de Bernard Cornwell. Este livro foi a minha primeira leitura em inglês.

Neste livro continuamos a seguir as aventuras de Thomas de Hookton, um arqueiro veterano da batalha de Crecy, que agora lidera um grupo de mercenários na França.

Como nos livros que li de Cornwell, este tem uma mistura entre factos verídicos e ficcionais mas que estão muito bem conjugados e que formam um excelente enredo.

A descrição da batalha de Poitiers está magnificamente escrita, tanto em termos tácticos, como em relação a luta selvática dos seus participantes para conseguir bater os seus opositores.


O facto de ser a minha primeira leitura em inglês não dificultou muito a leitura. Futuramente deverei ler mais livros em inglês tanto para aprofundar mais o meu conhecimento sobre a língua como pela parte económica visto que os livros em inglês são muito mais baratos.

Bernard Cornwell é sem dúvida um dos meus autores preferidos no romance histórico. Este livro foi só mais uma prova do seu enorme talento em contar histórias de guerra.

Avaliação: 8-10
Enviar um comentário