11 de março de 2011

Opinião - "O Mago - Espinho de Prata"



Algumas das personagens mais ricas de toda a fantasia.

Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Rillanon.
Porém, novos desafios aguardam Arutha, Príncipe de Krondor, quando Jimmy Mãozinhas – o mais jovem larápio do Grémio de Mofadores – surpreende um sinistro Noitibó prestes a assassiná-lo.
Que poder maléfico faz erguer os mortos e leva cadáveres a combater os vivos por ordem do Grémio da Morte? Que magia poderosa poderá derrotá-los? O novo Rei de Midkemia corre perigo por se envolver numa expedição de vida ou morte em busca de um antídoto para o veneno que fez sucumbir a bela Princesa no dia do seu casamento…

Opinião:

"O Espinho de Prata" é o terceiro livro da saga "O Mago". Os acontecimentos neste livro tem lugar um ano depois do final do "O Mago - Mestre".

Embora o livro ainda siga as aventuras de Pug agora a história está mais focada no Príncipe Arutha. No casamento de Arutha com Anita um assassino tenta matar o príncipe mas devido a interferência do Jimmy Mãozinhas o assassino falha o disparo da besta, mas o dardo envenenado  atinge a Princesa Anita. 

Depois do envenenamento da sua amada Arutha com a ajuda dos seus amigos mais próximos vão a procura da cura para o estranho veneno que o assassino usou. 

Gostei muito deste livro que tem uma personagem que eu simplesmente adorei e ele o Jimmy Mãozinhas, um jovem ladrão de Krondor que ao saber de uma tentativa de assassinato do Arutha, vai logo avisar o Arutha.
O Jimmy também tem uma boca grande e diz tudo aquilo que pensa seja que com o Rei Lyam ou com um simples camponês. E tem uma ambição desmedida!

Gostei imenso deste livro, que com um enredo bem conseguido, boas personagens uma boa mescla de romance e humor faz deste um livro a ler. Espero que o livro,  "A Darkness at Sethanon", que finaliza esta saga, seja traduzido brevemente pela Saída de Emergência. Recomendado!

Avaliação: 9-10
Enviar um comentário