18 de março de 2011

Opinião "Exílio"



Os leitores de Harry Potter cresceram. E esta é a série que vão ler.

Após renegar a sua própria família e partir para longe de Menzoberranzan, a sua pátria, Drizzt tem que aprender a sobreviver e conquistar um novo lar no imenso labirinto dos túneis subterrâneos onde se ocultam criaturas das trevas. Mas o verdadeiro perigo parte da sua própria raça e Drizzt terá que estar atento a sinais de perseguição, pois os elfos negros não são um povo misericordioso...
Venha descobrir Drizzt, o elfo negro, uma das personagens mais lendárias da fantasia. E acompanhe-o na épica e intrépida jornada para longe de um mundo onde não tem lugar... em busca de outro, na superfície, onde talvez nunca o aceitem.

Opinião:

Este é o segundo livro da trilogia o "Elfo Negro", que me levou a reencontrar com o Drizzt Do'Urden, um drow que abandonou as tradições maléficas do seu povo e Menzoberranzan, a grande cidade dos elfos negros.

Os acontecimentos deste livro passam-se 10 anos depois do final do "Pátria". Drizzt viveu esse tempo todo isolado no Subescuro tendo como única companhia a sua pantera mágica Guenhwyvar. Nesse período de isolamento ele tornou-se num terrível caçador. 

Algum tempo depois numa patrulha Drizzt encontra uma patrulha de duendes a explorar minério e a partir ele procura desesperadamente sair do isolamento em que se encontra. Depois dessa decisão ele encontra alguns bons amigos mas muito diferentes dele e um terrível inimigo enviando pela sua mãe a Matrice Do'Urden.

Como no outro livro, este livro livro é passado num ambiente negro e com um enredo bem construído. Gostei bastante da luta interior do Drizzt com o seu lado mais negro e dos seus progressos como guerreiro. 

Este é um livro que recomendo sem qualquer dúvidas, e agora estou ansiosamente a espera do último livro da trilogia. 


Avaliação: 8-10
Enviar um comentário