21 de junho de 2013

Opinião - Justiça de Kushiel


A nação de Terre d'Ange é um lugar de beleza e graça sem par. Diz-se que os anjos deram com a terra e a acharam boa… e que a raça resultante da semente dos anjos e dos homens se rege por uma simples regra: Ama à tua vontade. 

Kushiel barra o caminho de Phèdre, severo e ameaçador. Numa mão, segura uma chave de bronze, e na outra… um diamante, enfiado num cordão de veludo. Phèdre nó Delaunay, a eleita dos deuses para suportar um indizível sofrimento com infinita compaixão é a vítima perfeita, a "oferenda sem igual" cuja profanação assegurará a ascendência de Angra Mainyu, O Senhor das Trevas. A morrer, pensa Phèdre, será às mãos do amor. Mas o amor é uma força assombrosa, e amor há que desafia todas as probabilidades…

E o Amor reina em força neste volume pungente, a encerrar a saga de Kushiel. O amor de Joscelin por Phèdre, seu Companheiro Perfeito que tudo dá por ela. O amor de Phèdre pela sua rainha, que quer Imriel de la Courcel de volta, o amor de Phèdre por Hyacinthe, seu único e verdadeiro amigo, por toda a eternidade condenado ao cativeiro como Senhor do Estreito. O amor de Phèdre por Imriel, apenas amor simples e destituído de adornos. O Lungo Drom de Phèdre e Joscelin continua, por um lendário rio abaixo até uma terra esquecida de todo o mundo. E até um poder tão imenso que ninguém ousa proferir o seu nome.

Ousará Phèdre? Ousará Phèdre receber o Nome de Deus e com ele obrigar a que libertem Hyacinthe? "Para receber o Seu Nome", instruiu o místico yeshuíta Eleazar ben Enokh, "d'Ele nos deveremos acercar em perfeita confiança e amor, do nosso ser fazer um recetáculo onde o nosso ser não esteja." Logrará Phèdre fazê-lo?

Opinião:

Justiça de Kushiel é o sexto e ultimo volume da Saga Kushiel escrito pela norte-americana Jacqueline Carey.

Phèdre continua na sua missão de salvar o jovem príncipe Imriel de la Courcel, filho da sua inimiga Melisande, de um terrível cativeiro em Darsanga.  Para depois poder retornar a sua demanda para libertar o seu amigo Hyacinthe da maldição do Senhor do Estreito.

Joscelin continua a ser uma personagem que eu admiro. Pela sua coragem, habilidade com armas, mas acima de tudo por seguir o seu amor em todas as aventuras perigosas que ela tem. E não são poucas!

Imriel é um jovem atormentado pelos maus tratos que sofreu, mas que é muito perspicaz e corajoso e que ao longo do livro amadurece muito e torna-se numa personagem muito interessante. 

Esta é uma das minhas sagas preferidas,  mas que infelizmente a própria editora (Saída de Emergência) admite não ter grandes vendas. Por mim esse facto deve-se ao desenquadramento das capas e sinopses e ao facto de a editora ter decido dividir as obras.

Para mim esta saga é de leitura obrigatória para quem gosta de um livro com alguma fantasia, muita luta de corte, algumas cenas de sexo mais masoquistas e um enredo imprevisível. Eu gostaria que a editora editasse mais livros desta autora. Recomendado!

Avaliação: 9-10
Avaliação global da saga: 9-10  
Enviar um comentário