30 de março de 2012

Opinião - Música das Sombras



St. Biel, na Escócia, é alvo de cobiça há várias gerações pelos míticos tesouros que guarda, e Gabrielle é uma princesa britânica enviada pelo rei para um casamento de conveniência. Quando chega à terra de belas paisagens, Gabrielle compreende a dimensão da cobiça e da crueldade que a rodeiam. O casamento acaba por não acontecer, mas a jovem continua a ser um trunfo político para os que querem dominar St. Biel.

Opinião:

Música das Sombras é um romance histórico da autoria da Julie Garwood. A acção deste livro passa-se na Escócia medieval. Este livro apesar de ser o terceiro volume de uma trilogia pode ser lido como um stand-alone.

A princesa Gabrielle é filha de um importante barão inglês e de uma princesa de um pequeno reino chamado de St. Biel. Gabrielle é uma jovem donzela muito bonita e dona de um caracter forte e aventuroso.

A Gabrielle é prometida em casamento, pelo Rei João, a um Laird escocês, como forma de promover a paz nas Terras Altas. Na viagem para a Escócia para consumar o seu casamento, ela irá entrar na maior aventura da sua vida.

Os barões Coswold e Percy lutam entre si para convencer o Rei João a dar a mão de Gabrielle em casamento. E para conseguirem os seus objectivos eles não olham aos meios.

Colm MacHugh é um poderoso Laird escocês, que conhece a Gabrielle na abadia onde será o casamento dela com o Laird Monroe, e desde desse momento a sua vida irá mudar radicalmente.

As descrições que a autora fez das Terras Altas escocesas e do povo que as habita estão muito boas. Apesar de haver algumas cenas de luta a sua descrição é pouco sangrenta. O enredo da história está muito bem conseguido.

Este livro conseguiu cativar-me desde as primeiras páginas e a sua envolvência é parecida com o “Braveheart que é um dos meus filmes preferidos.

Avaliação: 8-10
Enviar um comentário