23 de março de 2012

Opinião - A Praia mais Longínqua


Da fantástica trilogia O Ciclo de Terramar já com dois livros publicados,O Feiticeiro e a Sombra e o Os Túmulos de Atuan, sai agora o terceiro volume A Praia Mais Longínqua. Neste livro, Gued, o jovem feiticeiro, tem a difícil missão de descobrir o que está por trás do terrível acontecimento que está a secar a magia e a retirar poderes à feitiçaria. Para recuperar a magia perdida, Gued viaja até ao reino dos mortos, onde num cenário de suspense e intriga, a acção se desenrola. 
Esta é mais uma história arrebatadora da consagrada Ursula K. Le Guin.
Os mais novos que certamente acompanham esta série não podem perder este volume, já com milhares de exemplares vendidos em todo o mundo.

Opinião:


"A Praia mais Longínqua" é o terceiro volume da saga Terramar e na qual continuamos a seguir as aventuras do Feiticeiro Gued.


Gued é agora o Arqui-Mago de Roke e como tal é considerado o feiticeiro mais poderoso de Terramar. Na ilha de Roke ele toma conhecimento de estranhos rumores de que os feiticeiros na Estrema Sul estão a perder os seus poderes. 


Arren, um jovem príncipe de Enland, é enviado pelo seu pai a Roke para relatar a perda de poder dos feiticeiros. Depois de ouvir o relato do Arren, Gued decide iniciar uma demanda para descobrir as causas da perca dos poderes mágicos, ele leva Arren na sua demanda.  


Este até ao momento é o meu livro preferido da saga. Gostei muito do enredo e da descrição do povo das canoas e dos seus costumes algo diferentes do povo das ilhas. Outro ponto muito positivo foram os poderosos dragões que habitam mais ilhas mais isoladas de Terramar.


Arren é sem dúvida uma personagem que me conseguiu cativar desde o inicio e que com a sua bondade e lealdade tenta ajudar Gued na nesta aventura.


Ursula le Guin nos seus livros consegue criar personagens profundas e   com as quais nos conseguimos identificar. Eu gosto muito das descrições que ela faz das diferentes ilhas e dos seus povos. 


Esta saga já se tornou numa das minhas sagas favoritas de fantasia, e a Ursula le Guin é sem uma escritora com muito talento.  


Avaliação: 9-10
Enviar um comentário