30 de dezembro de 2010

Ultima aquisição de 2010




Sinopse:
Reza a lenda que foi na batalha de Agincourt, em 1415, que surgiu o símbolo do V da Vitória,
feito com os dedos indicador e médio. Durante o combate, os franceses ameaçaram cortar
os dois dedos dos arqueiros ingleses para que os rivais não pudessem voltar a usar os
arcos. Após derrotarem o exército francês, três vezes maior, os ingleses deram a resposta,
erguendo os seus dedos intactos.

Agincourt é a história de Nicholas Hook, um arqueiro que começa o livro alistando-se na
guarnição de Soissons, uma cidade cujos santos padroeiros eram São Crispim e São
Crispiniano.
O que aconteceu em Soissons chocou toda a Cristandade, mas no ano seguinte, Hook faz
parte daquele pequeno exército encurralado em Agincourt. Numa das mais dramáticas
vitórias da História, a Batalha de Agincourt, imortalizada por Shakespeare em Henrique V,
as deficientemente armadas forças de Inglaterra defrontaram e impuseram uma derrota ao
muito superior exército francês, decidido a conservar a coroa longe das mãos inglesas.
Aqui, Bernard Cornwell ressuscita a lenda da batalha e do «bando dos irmãos» que
combateram no dia 25 de Outubro de 1415.
Enviar um comentário