14 de abril de 2010

Joffrey Baratheon



Joffrey Baratheon é o mais velho das crianças reais Baratheon, e o herdeiro de Robert. Ele tem 12 anos no inicio das Crónicas. Joffrey mesmo em criança já demonstra ter uma personalidade forte e como a mãe tem um temperamento incontrolável.

Eventos ocorridos durante as Crónicas:

Juntamente com o resto da família real, Joffrey faz parte da viagem para Winterfell depois da morte de Jon Arryn. Lá ele começou a cortejar a bonita Sansa Stark, filha do Lorde Eddard Stark, a quem ele é prometido.

Enquanto está em Winterfell, Joffrey contrata um homem para assassinar o seriamente ferido Bran Stark depois de ouvir o pai a dizer que o rapaz merecia uma morte misericordiosa. A tentativa resulta num falhanço, e é depois atribuída ao Tyrion Lannister, o que provocou uma crescente inimizade entre as Casas Stark e Lannister.

No caminho de Winterfell para Porto Real, durante um dia que Joffrey tinha passado a cavalgar com Sansa, ele encontra Arya Stark e o seu amigo Mycah, o filho do talhante, a praticar esgrima. Joffrey estava bêbado e provocou uma luta com Mycah. Durante a luta, ele é ferido pela loba gigante de Arya, Nymeria, e mais tarde diz perante a corte do Rei Robert, que foi atacado por Mycah e Nymeria. Isso resulta na morte de Mycah e de Lady, a loba gigante de Sansa, e no ódio de Arya.




Agindo como Mão do Rei, Eddard Stark descobre que Joffrey e os seus irmãos são na realidade frutos de uma relação incestuosa da rainha Cersei com o seu irmão Jaime Lannister. Cersei protege o segredo acerca dos seus filhos ao planear a morte de Robert e depois a prender Eddard. Joffrey tomou o Trono de Ferro como herdeiro de Robert, e Sansa implorou-lhe pela vida do seu pai. Joffrey gentilmente promete a Sansa em ser misericordioso, mas a sua misericórdia transforma-se na decapitação pública de Eddard em frente a Sansa. Este acto precipitado foi contra os desejos da sua família e foi um dos principais motivos do inicio da devastadora guerra que devorou Westeros, e que ficou conhecida por Guerra dos Cinco Reis.

Joffrey governou com extravagância e capricho, provando ser difícil de controlar até pela sua própria mãe. Sansa tornou-se prisioneira da sua vontade, e ele manda frequentemente a sua guarda agredir-lha para seu entretimento. Quando ela tenta que ela seja despida, o seu tio Tyrion para-o, e ele nunca mais tenta outra vez, apesar de ele estar determinado em levar a Sansa para a sua cama estejam eles casados ou não. A sua crueldade torna-o num rei impopular, e ele quase foi morto durante um motim que começou devido ao seu temperamento. Agindo como Mão temporário, Tyrion enfrenta a autoridade de Joffrey, e ele desenvolve um especial ódio ao tio.

Depois da Casa Tyrell ter aliado ao seu reinado, Joffrey descarta Sansa e casa-se com Margaery Tyrell, mas decide em manter um caso com Sansa depois. Durante a sua festa de casamento Joffrey bebe um copo de vinho envenenado e morre em frente a inteira corte. Cersei culpa Tyrion e a sua nova mulher, Sansa, pela morte de Joffrey, mas mais tarde há uma pista que poderá ter sido planeado por Petyr Baelish e Olenna Tyrell.
Enviar um comentário