17 de outubro de 2010

Opinião - "Pátria"



R.A. Salvatore - Pátria

Chegou a Portugal uma das maiores lendas da fantasia: Drizzt, o elfo negro.

Nas profundezas da terra e rodeada de trevas eternas, esconde-se a imensa cidade proibida de Menzoberranzan. Habitada pelos drows, os temidos elfos negros, Menzoberranzan é governada por um complexo sistema de Casas em constante batalha. No meio de uma dessas batalhas nasce uma criança com olhos cor púrpura.

A criança, Drizzt Do’Urden, destinada a tornar-se príncipe de uma das Casas, cresce num mundo vil onde a sua própria família não hesita em conspirar, trair e assassinar. Surpreendentemente, Drizzt desenvolve um
sentido de honra e justiça completamente estranho à sua cidade. Mas haverá lugar para ele num mundo onde a crueldade é a maior virtude?

Venha descobrir Drizzt, o elfo negro, uma das personagens mais lendárias da fantasia.

E acompanhe-o na épica e intrépida jornada para longe de um mundo onde não tem lugar… em busca de outro, na superfície, onde talvez nunca o aceitem.

Opinião:

Este é o primeiro livro da Trilogia do Elfo Negro da autoria do R.A. Salvatore, e que nós leva a conhecer Drizzt Do'Urden. Esta trilogia é baseada no jogo Dungeons & Dragons.

A acção passa-se em Menzoberranzan, uma cidade subterrânea habitada pelos impiedosos drows (elfos negros). Numa sociedade baseada na violência e conspiração entre as diversas casas e que tem como deusa a terrível Lolth, a Rainha Aranha.

Drizzt desde do dia do seu nascimento prova ser uma criança diferente, até pela cor dos seus olhos. Mas enquanto cresce demonstra sentimentos a que os outros drows acham que são fraquezas. Esses sentimentos são a lealdade, o seu sentido de justiça e a sua piedade. E explica como ele se torna amigo da Guenhwyvar, uma pantera negra.

No Pátria levamos a conhecer as origens de uma das mais famosas personagens de fantasia, e como essa personagem conseguiu manter leal aos seus sentimentos e ao que considerava certo.

A escrita da história é simples e envolvente, com boas descriçoes em especial da cidade de Menzoberranzan. Também tem algumas personagens muito bem construidas como o Drizzt e o Zaknafein. É um livro que recomendo aos fanáticos da literatura fantástica.

Classificação: 9-10
Enviar um comentário