9 de março de 2010

Crítica "O Mago - Aprendiz"




Sinopse:

Na fronteira do Reino das Ilhas, existe uma cidade tranquila chamada Crydee. Nessa cidade, vive um rapaz órfão de nome Pug. Trabalhando nas lides do castelo que o acolheu, ele sonha com o dia em que se tornará um guerreiro valoroso ao serviço do rei. Mas o destino troca-lhe as voltas e o franzino Pug acaba por tornar-se aprendiz do misterioso Mago Kulgan. Nesse dia, o destino de dois mundos altera-se para todo o sempre. Subitamente a paz do reino é esmagada, sem piedade, por misteriosas criaturas que devastam cidade após cidade. Quando o mundo parece desabar a seus pés, Pug percebe que apenas ele poderá mudar o rumo dos acontecimentos, penetrar as barreiras do espaço e do tempo, e dominar os poderes de uma nova e estranha magia... Esta é uma viagem por reinos distantes e ilhas misteriosas, onde irá conhecer povos e culturas exóticas, aprender a amar e descobrir o verdadeiro valor da amizade. Mas, no seu caminho, terá de enfrentar tenebrosos perigos e derrotar os inimigos mais cruéis.

Crítica:

Este livro falamos sobre a história de Pug, um jovem órfão, que vive em Crydee.
Nos primeiros capítulos a história falamos de como o Pug, conhece e torna-se no aprendiz do Mago Kulgan. No solstício do Verão, quando muda o ano, todos os rapazes que fazem quatorze são escolhidos pelos mestres, para se tornarem nos seus aprendizes. O Pug e o seu melhor amigo Tomas, são os últimos a ser escolhidos, o Tomas é escolhido pelo mestre-de-armas para se tornar num soldado, e quando o Pug já pensa que não irá ser escolhido por nenhum mestre, o Mago Kulgan escolhe-o para tornar-se no seu aprendiz.
Algum tempo depois, ocorre um naufrágio perto do castelo, Pug e Tomas vão depressa ver o que aconteceu, quando eles chegam lá vêem um misterioso barco, desconhecido a ambos. Quando eles decidem entrar no barco a procura de algum tesouro, Pug é a atraído para um pergaminho mágico, que ele salva. O barco começa a naufragar e os rapazes tentam fugir do barco, ao chegarem a costa encontram um misterioso homem gravemente ferido, que lhes fala numa língua completamente desconhecida.
A partir desse momento a vida do Reino das Ilhas irá mudar completamente.

Neste livro, há um vasto leque de figuras fantásticas, como elfos, anões, magos, dragões e viajantes de outro planeta, tudo isso misturado num enredo imprevisível e muito fluido, muito bem escrito este livro raramente irá deixar o leitor aborrecido.
Com o escritor a também não hesitar em dar saltos grande no tempo, para as personagens evoluírem mais depressa. Com personagens muito bem construídas como o Pug, o Tomas, a princesa Carline entre muitos outros, este é um livro que recomendo a qualquer ávido leitor do fantástico.

Este livro irá ter a continuação antes do inicio do Verão com a segunda parte do livro, que irá ser intitulado de "O Mago - Mestre". Eu só posso dizer que estou ansioso por ler o resto da saga.

Classificação: 9-10
Enviar um comentário