13 de fevereiro de 2010

Arya Stark



Arya Stark é a terceira criança, a segunda do sexo feminino, do Lorde Eddard e da Senhora Catelyn. Ela tem oito anos no início da Guerra dos Tronos. É uma rapariga fogosa com um interesse em lutar e explorar, ela é o contraste da sua irmã Sansa, que descreve muita vezes como "estúpida". Ela é particularmente próxima do seu irmão bastardo Jon Snow. Durante as suas viagens, ela demonstra uma grande capacidade de recursos, perspicácia e uma inabalável habilidade em aceitar situações difíceis.
É dito que ela tem um temperamento fogoso da sua tia Lyanna. Como os seus irmãos, ela demonstra ser uma troca-peles, e ligou-se ao lobo gigante chamado Nymeria.

Aparência:

Arya é magra e atlética. Ela tem fortes características físicas da família Stark, com um rosto comprido, olhos cinzentos e cabelo castanho. No inicio da história, ela é geralmente considerada como uma rapariga normal, e muitas vezes confundida por um rapaz. Mais quando ao longo da história, há algumas situações onde é chamada de bonita, e até é comparada com a sua bela tia, Lyanna

Atributos e habilidades

Ela é canhota, rápida e hábil. Ela já demonstrou sinais de poder ser uma Warg. Ela aprendeu esgrima básica a maneira da tradição de Bravos de dançar na água. Ela recebeu a educação típica de uma nobre, é dito que ela é muita boa com matemática e uma excelente amazona. Ela provou saber falar algumas palavras em Alto Valíriano. Ele também fala a língua de Bravos embora com uma forte pronuncia. Ela tem uma mente rápida e curiosa é visão pragmática do mundo. A sua fala directa, natureza determinada e a sua habilidade de pensar rápido fazem Arya numa lide natural.



Acontecimentos durante as crónicas:

Arya viaja com o seu pai para Porto Real. No caminho sul para a capital, ela é forçada a abandonar o seu lobo gigante Nymeria, quando o seu lobo defendeu-a do Príncipe Joffrey, ferindo-o num braço. A Rainha Cersei ordenou que o lobo gigante de Sansa, Lady, fosse morta depois do lobo de Arya ter fugido, e o Cão de Caça Sandor Clegane matou o amigo de Arya Mycah, que teve um envolvimento mínimo neste fiasco.
Por causa disso Arya ganhou uma grande inimizade pelos Lannister. Quando estava em Porto Real, ela treinou com Syrio Forel, um reconhecido espadachim de Bravos. Debaixo da sua rígida mas criativa tutela, Arya aprendeu a luta no estilo de Bravos com a Agulha, uma fina espada curta que Jon Snow lhe deu.
Durante o ataque aos Stark em Porto Real, Syrio travou os atacantes de Arya para que ela consegui-se fugir. Ela viveu nas estradas de Porto Real até ao dia que ela viu o seu pai a ser executado publicamente.

Ela fugiu de Porto Real com Yoren da Patrulha da Noite, e assumiu a identidade de "Arry", um rapaz que ia se juntar a Patrulha. Yoren planeou levar-lá de volta a Winterfell, mas foi morto perto de Harrenhal por Sor Amory Lorch e seus homens.
Durante a batalha Arya salvou a vida dos prisioneiros acorrentados que se iam juntar a Patrulha Jaquen H'ghar, Rorge e Dentadas. Mais tarde foi capturada pelo monstruoso Sor Gregor Clegane e seus homens e foi levada para Harrenhal. Ela reencontrou Jaquen e ele ofereceu-lhe três morte em troca das vidas que ela salvou. Ela escolhe as mortes de Chiswyck, Weese e do próprio Jaquen. Num esforço para desdizer o seu nome Jaquen, ajuda Arya a libertar os Nortenhos da masmorra e monta uma revolta. Com Harrenhal no controlo de Roose Bolton, ela chama a si propria de "Nymeria" ou "Nan" como diminutivo, uma rapariga criada, que se torna na copeira de Roose. Depois de Harrenhal passar para o controlo de Vargo Hoat, Arya fugiu com dois companheiros, Gendry e o Tarte Quente.



Arya e os seus companheiros foram capturados pela Irmandade sem Estandartes. Os seus amigos juntaram-se aos foras da lei enquanto que a Irmandade planeava pedir um resgate por ela, sabendo que ela era Arya Stark. Sandor depois rouba-a da Irmandade para lhe entregar ao seu Robb e ganhar um lugar ao seu serviço. Sandor e Arya chegaram as Gémeas durante o Casamento Vermelhp, quando o Robb e a Catelyn estavam a ser assassinados. Sandor evitou que ela fosse correr para junto deles, e decidiu que o único sitio que ainda a podia levar era ao Ninho da Águia, que era governado pela tia de Arya, Lysa Arryn. Mas eles não conseguiram chegar lá, e foram forçados a voltar para trás na direcção de Correrrio. Numa estalagem perto da vila das Salinas, Clegane sofre um ferimento grave, e Arya deixa-o para morrer. Ela ganhou a passagem para Bravos num barco usando uma moeda dada por Jaquen H'ghar, juntamente com a frase em Valíriano "Valar morghulis".



Em Bravos, Arya entra na Casa do Preto e Branco, onde um "velho gentil" inicia na Guilda dos Homens sem Rosto. Arya foi obrigada a deixar a sua antiga personalidade para trás, incluindo os seus objectos pessoais, para começar a treinar. E ela assim o fez, excepto com a Agulha, que ela escondeu num sitio seguro. O treino de Arya exigiu que ela fosse para a cidade sobre a identidade de Gata dos Canais, uma filha das estradas e aprender segredos. Uma noite, meses depois ela matou um desertor da Patrulha da Noite, Daeron. Depois de contar o que fez ao "velho gentil", ele ofereceu-lhe um copo de leite. Na manhã seguinte ela acordou cega.
Enviar um comentário