28 de fevereiro de 2010

Balon Greyjoy



Balon Greyjoy era o Lorde das Ilhas de Ferro, Rei do Sal e da Rocha, Filho do Vento Marinho e Senhor Ceifeiro de Pyke, capitão do navio Grande Lula, que se proclamou duas vezes como rei. Ele era um seguidor dos velhos costumes dos homens de ferro e tentou levar-lhos de volta a proeminência. No ano 289 AL ele proclamou a indenpendecia do Trono de Ferro mas foi derrotado. Durante a Guerra dos Cinco Reis ele rebelou-se outra vez e atacou o Norte. No ano 300 AL ele morreu quando lhe atravessava uma ponte durante uma tempestade e caiu para a sua morte.

Eventos durante a sua juventude:

Balon é o filho mais sobrevivente do Lorde Quellon Greyjoy. Não é claro quando ele nasceu. Ele aprendeu a navegar quando era novo e era um capitão muito capaz. Mais tarde ele foi frequentemente saquear e ficou conhecido pela sua ferocidade e por não ter medo.

Ele sucedeu ao seu pai como Lorde das Ilhas de Ferro, quando o seu pai morreu durante uma jornada de saques. Quando ele volta a Pyke, descobre que o seu irmão mais novo Urrigon tinha morrido de gangrena depois de se ter ferido numa Dança dos Dedos. O meistre tinha tentado salvar a mão do rapaz usando as suas poções tinha falhado e o Uriigon ( de quatorze anos) tinha perdido a sua vida em vez disso. Balon comandou que o mesmo tratamento fosse usado no meistre, que morreu juntamente com a madrasta de Balon.

Balon era casado com Alanys Harlaw, que lhe deu três filhos e uma filha:
O Rodrik, o Maron, a Asha e o Theon.



Primeira Rebelião:

No passado os Homens de Ferro costumavam atacar e saquear os seus vizinhos. O seu ataque costumava ser, matar os homens, levar as mulheres como escravas e irem embora antes que um exército lhes pudesse atacar. Um homem de ferro tomava orgulho em não ter de pagar pela joalharia mas tomado daqueles que eram demasiado fracos para a manter ("Pagando o preço de Ferro").

Nesses dias os homens de ferro governaram grande parte de Westeros, incluindo o Tridente, a Ilha dos Ursos e a Árvore. Depois da conquista ele perderam a sua independência e não foram permitidos a saquear outros territórios do Reino.

Balon desejou voltar as esses costumes, que ele considerava um caminho melhor para os homens de ferro. No ano 289 AL, Balon rebelou-se. Porque o Robert tinha conquistado o trono por conquista, Balon pensava que ele não tinha tanto apoio como os seus precedentes Targaryen e que por tal não seria capaz de oferecer muita resistência.

Os homens de ferro tiveram algum sucesso, quando eles atacaram Lannisporto e destruíram um grande número de barcos, mas eventualmente foram derrotados. Os filhos mais velhos de Balon, Rodrik e Malon, morrerram no conflito e o seu terceiro filho, Theon, foi levado para Winterfell como refém por Eddard Stark

Em 297 AL, o irmão de Balon, Euron, seduziu a mulher de Victarion, um outro irmão de Balon. Para evitar o derramento de sangue entre os seus irmãos, Balon enviou Balon para o exílio e jurou que ele seria morto se voltasse as Ilhas de Ferro antes da sua morte. Para manter a sua honra Victarion matou a sua mulher.



Segunda Rebelião:

Uma nova chance para rebelião surgiu quando o Rei Robert morreu. Balon reuniu a sua frota e ordenou todos os navios que estavam nas Ilhas de Ferro a ficar para manter o factor de surpresa.

Robb Stark ofereceu uma aliança a Balon contra os Lannister, mas Balon rejeitou a proposta de Robb. Em vez disso declarando-se novamente como Rei das Ilhas de Ferro e do Norte, tomado controlo do Gargalo cortando assim o acesso do exército de Robb que estava em campanha no sul. Depois os homens de ferro foram pilhar a costa de Norte.

As suas forças foram capazes de conquistar um grande número de castelos por causa que a maior parte dos seus soldados estavam no exército de Robb no sul. Entre os castelos conquistado estão: Bosque Profundo, Praça Torrhen e a sede dos Stark, Winterfeell.



Morte e sucessão:

Balon morreu numa queda enquanto estava a atravessar uma ponte durante uma tempestade. Alguns preságios e o regresso atempado do seu irmão Euron, levaram a especulação que ele tinha enviado um assassino para o matar.

Depois da sua morte, a sua filha Asha e os seus irmãos Victarion e Euron estavam entre os candidatos a sua sucessão. Theon tinha sido levado como prisioneiro pelos Bolton e não foi capaz de fazer uma pretensão ao trono. O assunto foi resolvido numa Assembleia de Homens Livres, organizada por Aeron Greyjoy, outro irmão de Balon.
Euron, o mais velho dos irmãos sobreviventes foi escolhido como seu sucessor depois da promessa de conquistar Westeros inteiro com o poder de dragões.
Enviar um comentário